Arquivo Adnews

Fofoca: um mal que precisa ser banido

Esse tema é de grande relevância para todos os grupos sociais, sejam famílias, comunidades cristãs ou demais tipos de sociedade, pois está intrinsecamente relacionado ao bom convívio e às relações humanas. Por ser extremamente importante, é abordado na doutrina bíblica, bem como no âmbito das leis que regem nossa pátria.

A fofoca é o ato de querer saber de algum assunto na intenção de contar a outrem. É o fato ou coisa contada em segredo, sem o conhecimento da pessoa sobre quem está sendo feito o comentário e, principalmente, sem o conhecimento real ou efetivo do assunto tratado. A pessoa que fofoca propaga segredos de outras pessoas ou conversa anonimamente sobre elas. Essa situação geralmente origina calúnias, mal-estar, inimizades, mentiras, desconfiança, entre outras consequências negativas. A fofoca é irresponsável e maldosa, jamais visa o bem-estar da pessoa comentada; ao contrário, sempre é maléfica e objetiva causar prejuízos à reputação de alguém.

A Bíblia é muito clara quanto ao posicionamento divino em relação ao fofoqueiro, ao caluniador, que é de total reprovação (Pv 11.12,13; 16.28; 18.7,8; I Tm 5.,13). A fofoca revela segredos ou informações privadas de uma pessoa a outras que não necessitam desses conhecimentos. O fofoqueiro, numa linguagem bíblica, pode ser comparado a um “traficante de escândalos”, difamador e caluniador. Ele sempre se refere aos erros ou às limitações de uma pessoa, revelando coisas embaraçosas de sua vida, na intenção de promover suas próprias virtudes em detrimento de outros. É um pecado, que será cobrado pela justiça divina (Pv 6.19; 19.9). A fofoca é também uma clara demonstração da ausência do fruto do Espírito (Gl 5.22,23), pois evidencia a falta de controle (temperança) sobre a língua e sobre as intenções malignas da velha natureza. Outros sinônimos para a fofocasão bisbilhotar (meter-se no que não é da sua conta), mexericar (difundir boatos) e xeretar (intrometer-se na vida alheia), todos atos reprováveis diante de Deus.

Analisando de maneira sincera e isenta, podemos afirmar que uma pessoa que difunde fofocas é covarde, tem um comportamento duvidoso e maligno, nunca encara com sinceridade a pessoa que ele intenta matar com suas palavras e ações. O fofoqueiro é uma pessoa cruel, porque espalha mentiras e suposições,valendo-se de expedientes tais como: “O que dizem por aí é que…”,“Ouvi dizer…”,“Estão comentando…”,“Parece que…”, e, claro, tudo sem nenhuma verificação, nomes ou provas. O fofoqueiro é um instrumento de Satanás porque consegue separar amigos, dividir famílias e semear contenda entre os irmãos na Igreja do Senhor. Verdadeiramente, fofoca e difamação são armas do inimigo de Deus, e ele as tem usado ultimamente com o objetivo de dividir o povo santo do Senhor e interferir no crescimento da Igreja. Por quê? Enquanto os irmãos lutam entre si, deixam de lutar contra ele e suas potestades (Ef6.10-12).

Que a nossa vida seja uma canal de bênçãos para aqueles que nos cercam, e que nossa boca, nosso lábio e nossa língua produzam vida por meio das palavras que pronunciamos, como verdadeiros profetas de Deus e promotores do bem-estar alheio.

Ev. Josiel Soares

_______________________

* Publicado originalmente no Adnews 22 (Dezembro/2013)