“A fé é a única base aceitável de um relacionamento satisfatório com Deus”

A conversão logo no culto introdutório já prenunciava que o decorrer da noite seria de igualmente benção. E foi o que aconteceu. Logo após este momento devocional que foi iniciado por volta das 17h30, o culto oficial teve a sua abertura com louvores.

Além do Grande Coral formado por 700 vozes, cantores como Jair Santos também entoaram cânticos ao Senhor.

Na ministração da Palavra de Deus, o Ev. Marcelo Telles pregou baseado na epístola destinada aos Hebreus, capítulo 11.1-11. O tema da mensagem foi: “Mulher Cristã: vida de fé fundamentada na Palavra”.

O evangelista abordou a como condição indispensável para que uma mulher agrade a Deus. “A fé é a única base aceitável de um relacionamento satisfatório com Deus”, disse o ministro.

Para ilustrar a mensagem bíblica, Telles usou o exemplo de Sara, uma mulher escolhida por Deus junto com seu marido, mesmo com suas limitações e defeitos. “Mesmo com Abraão tendo 75 anos e Sara 10 anos mais jovem e sendo estéril, Deus escolheu e fez promessas”, afirmou.

Uma das promessas de Deus a Sara foi de que ela seria mãe. No entanto ela não tinha motivos para crer. “Ela não tinha nenhum exemplo, não tinha ninguém na história que fosse estéril e tivesse concebido. Além disso, ela não ovulava mais”.

O ministro finalizou o momento da Palavra contando os detalhes do milagre que Deus operou na vida de Sara, que mesmo sem perspectiva humana nenhuma, gerou após um ano, conforme a promessa feita pelo Senhor. “A idade deles estava avançada mas Deus fez o interior rejuvenescer. Deus substituiu o riso da incredulidade pelo riso da alegria. E cumpriu a promessa”, finalizou.

Programação

Este foi a noite do segundo dia do 17º Congresso de Mulheres, que teve na programação devocionais, estudos, momento de testemunho e agradecimentos ao Senhor. Amanhã a programação continua com a transmissão do culto evangelístico pela Rede Brasil.

13º Congresso de Mulheres inicia com tema: A Santidade de Deus

Na noite desta quinta-feira (29), teve inicio no Templo Central da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Pernambuco, o culto de abertura do 13° Congresso de Mulheres.

Logo no início da tarde, começaram a chegar as primeiras caravanas do interior do Estado. Uma por uma, foram se acomodando nas dependências do Templo Central e rapidamente se dirigiram ao interior da igreja com a mesma expectativa e ansiedade, começaram a orar esperando o culto introdutório.

Eram exatamente 5h da tarde quando o evento começou, as irmãs tiveram a oportunidade de contar testemunhos, entoar louvores e realizar várias orações. Foram duas horas seguidas de louvor, oração e vários testemunhos antes do culto oficial.

Em seguida, os hinos congregacionais foram entoados pelo pastor Luiz Mario acompanhado pela igreja. Seguindo com os louvores, o grande coral do evento composto por 700 vozes entoou juntamente com a cantora Eliã Oliveira a música Santidade, hino oficial do Congresso, que tem como tema : “A Mulher Cristã buscando a Santificação.”

No decorrer  do culto, vários cantores e grupos musicais estiveram  cantando, entre eles, Juciara Pimentel, o casal Rivaldo e Rosita, o Quinteto Feminino do TC, o Quinteto Gênesis, entre outros.

 

A palavra de Deus foi lida pelo Pastor Presidente Ailton José Alves, no livro de I Tes 4. 1-5. Já a ministração ficou por conta do Ev. Amós Batista, que explanou um estudo na temática do congresso. “A santidade de Deus nos impulsiona a santificação”, afirmou e completou “Os que estão em Cristo já estão santificados (…) O verdadeiro resultado se dará quando todas saírem das portas e viverem na prática da palavra que ouvirem aqui”, concluiu.

A Irmã Ângela Patrícia,  de 44 anos, vinda de Boa Vigem, contou que sofreu alguns empecilhos até chegar ao Templo Central para participar do culto festivo da abertura. “Enfrentei uma grande mobilidade urbana; o trânsito estava complicado. Mas consegui chegar em nome de Jesus”, conta.

A abertura também contou com o lançamento do livro “Mulher: Feita Para Frutificar” pela Editora Bereia, da coordenadora dos Círculos de           Oração da IEADPE, a irmã Judite Alves. Amanhã as atividades continuam já no primeiro turno do dia. Pela manhã e tarde, estudos específicos para as irmãs e a noite, culto festivo para toda a igreja.

Expectativa marca tarde do primeiro dia do 13° Congresso de Mulheres

Nos dias 29, 30 e 31 de maio, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Pernambuco realiza o 13° Congresso de Mulheres no Templo Central. O tema escolhido para esta edição é “A Mulher Cristã buscando a Santificação”, baseado no livro de Hb 12.14b.

O Congresso de Mulheres é um evento realizado com o intuito de promover momentos de confraternização e crescimento espiritual para a mulher cristã.

Durante a tarde do primeiro dia, o clima era de festa e muita expectativa por parte das congressistas e de todos responsáveis pela organização do evento. Desde cedo, muitas caravanas chegavam de diversas cidades do Estado para engrandecer o nome do Senhor durante os quatro dias do Congresso.

 

As irmãs vindas das cidades de Santa Cruz e Pão de Açúcar, interior do Estado, chegaram cedo e contaram a experiência do trajeto. “A Viagem foi longa e cansativa, saímos de 8h da manhã e chegamos agora, depois de seis horas de viagem. Houve muitos imprevistos, o pneu do carro furou, mas, estamos aqui”, conta sorrindo a irmã Sandra Lúcia, Vice Dirigente do Circulo de Oração em Pão de Açúcar.

A dirigente do Circulo de Oração em Santa Cruz também externou sua expectativa para o primeiro dia do evento: “Nós já participamos outras vezes e hoje mais uma vez estamos aqui para adorar a Deus e sermos cheias do Espírito Santo”, afirma.

Aos poucos, mais irmãs chegavam e a movimentação nas instalações do Templo aumentava. A expectativa é que nesses quatro dias de Congresso, mais de 40 caravanas estejam presentes. A Irmã Verônica Roberta, uma das responsáveis por receber as caravanas e organizar o evento falou da experiência de trabalhar no Congresso de Mulheres. “Há cinco anos eu trabalho nesse congresso e percebo que a cada edição o amor pela obra aumenta. Muitas novidades acontecendo e eu estou muito feliz, espero que nesses quatro dias Deus derrame muito poder, bênçãos e graça”, conclui.

 

No fim da tarde, as irmãs aguardavam ansiosamente o inicio do culto de abertura. Cada detalhe era organizado a fim de que tudo ficasse lindo para glória do nome do Senhor.