“Adoração é a atitude de quem ama a Deus, é impossível amá-lo e não adorá-lo.”

A noite do terceiro dia do 17° Congresso de Mulheres foi de grande benção para todos os presentes. O culto oficial iniciou às 19h, após um momento devocional com mensagens, hinos e testemunhos.

Durante o culto, as irmãs e irmãos presentes tiveram a oportunidade de adorar ao Senhor com os hinos congregacionais. Logo depois, alguns corais também tiveram seu momento de louvor. Entre eles, grupos de irmãs de Natal (RN), Maceió (AL), São Lourenço da Mata (Setor-02), Abreu e Lima (Setor-11) e Catende, no interior do Estado.

O Grande Coral de Mulheres, formado por 700 vozes, também entoou sua adoração ao Senhor com o Hino Oficial do Centenário, acompanhado da irmã Eliã Oliveira.

O Pr. João Severino Fernandes fez a leitura oficial em 2 Timóteo 1:1-5, texto-base do Congresso, que fala da boa influência que a vida de fé de Loide e Eunice produziram na geração seguinte.

A ministração da Palavra de Deus foi realizada pelo Ev. Josiel Soares com base em João 12:1-8. O tema da mensagem foi: “Mulher Cristã: Vida de fé que influencia por meio da adoração e do louvor”.

A personagem central da mensagem foi Maria, irmã de Lázaro, que adorou a Cristo com tudo o que tinha. “Adorar a Deus é uma atitude indispensável a vida de um cristão. Adoração é a atitude de quem ama a Deus, é impossível amá-lo e não adorá-lo”, disse o preletor.

Ele destacou o fato que Maria quebrou um vaso muito caro para aquela época, mas não viu seu proceder como desperdício, porque estava dedicando o unguento ao Amado. “Quem ama é impelido para a adoração. Não importa a circunstância, o cristão adora ao Senhor”, completou.

O pregador também descreveu como a fé está sempre acompanhada da adoração, e disse que isso fica claro na vida de Abraão, considerado como o pai da fé, e também o primeiro personagem que mencionou a palavra ‘adoração’ nas Escrituras.

Estiveram presentes no culto caravanas das filiais em Petrolina, São José da Coroa Grande, Nazaré da Mata e Toritama; dos setores 5 e 12 (Vitória de Santo Antão e Barreiros, respectivamente), e das áreas 4, 6, 16 e 20 do Grande Recife.

Este foi o penúltimo dia do 17º Congresso de Mulheres, que teve na programação devocionais, estudos, momento de testemunho e agradecimentos ao Senhor. Amanhã a programação continua com a transmissão da Rede Brasil através do Canal 14, além do canal IEADPEOFICIAL, no Youtube e Facebook.

Fé e influência para seguir agradando a Deus

Irmãs vindas de todo o estado de Pernambuco, bem como de estados vizinhos vieram oferecer o seu culto ao Senhor na tarde de hoje. Foram apresentadas caravanas vindas de Tejucupapo, Petrolina, Vitória, do estado de Maceió, entre outros. Todas animadas, trazendo consigo uma mensagem de Deus e um grito de Glória a Deus quando apresentadas.

Logo no início do momento devocional, o Senhor já selou algumas irmãs com o batismo no Espírito Santo e, avivadas, todas permaneceram na presença de Deus atentas aos louvores, aos agradecimentos pelos feitos do Senhor e a ministração da Palavra de Deus.

Esta última ficou sob a responsabilidade do Pr. João Marcos Fernandes, do Setor de Moreno, que ministrou com o tema: “Mulher Cristã: influenciando o meio onde vive”. Ele falou sobre a vida de Ester, que usou sua influência para defender o seu povo da extinção, cumprindo o propósito do Senhor. “Ester tinha convicção de que Deus iria agir. Temos que orar com essa convicção, porque Deus faz”, disse em meio à ministração.

Além disso, o ministro também falou sobre a influência de Joquebede na vida dos seus filhos Moisés e Miriam, que foi tanta ao ponto de o líder do povo de Israel quando cresceu não quis ser mais chamado de filho da filha de Faraó.

Em seguida, o Pr. Ailton Júnior ministrou o segundo estudo com o tema: “Mulher cristã: uma vida de fé que agrada a Deus”, baseado no texto bíblico de Hebreus 11.6.

Ele falou sobre a fé de Moisés e sua caminhada para agradar a Deus. Ensinou sobre os tipos de fé e as motivações que elas envolvem. “A motivação de Moisés foi tratada no meio do caminho. A fé se fortalece quando a nossa primeira motivação é agradar a Deus”, afirmou.

Após este estudo, um novo momento devocional deve ser iniciado, seguido pelo culto introdutório e o culto evangelístico que acontece logo mais às 19h.

A oração e o testemunho da Mulher Cristã

Neste terceiro dia do 17º Congresso de Mulheres da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Pernambuco (IEADPE), antes das 8h da manhã a nave do templo já estava cheia de congressistas, em sua maioria mulheres. Alguns vieram preparados para ficar até o culto da noite, buscando aprender e receber tudo o que Deus tem para revelar esses dias.

O devocional, dirigido pela Ir. Judite Alves e as irmãs Ledijane do Setor-12, Barreiros e Iraci Rodrigues, começou por volta da 8h15 e o estudo da manhã às 9h30. O escalado para ministrar a primeira plenária do dia foi o Pr. Jefferson Aleluia, com o tema: “Mulher Cristã: Vida de Fé que influencia por meio da oração”, baseado no trecho registrado em 1 Samuel 1.9-19.

Alguns dos tópicos abordados durante o estudo foram: “Vencendo um caso perdido através da oração” o pastor citou o exemplo de Ana, que no momento em que estava mais aflita foi buscar ao Senhor em oração. Outro tema também discorrido pelo obreiro foi “A maturidade de Ana”, por fim, o Pr. Jefferson enfatizou que o cristão precisa ser próximo a Deus, ter a sabedoria e inteligência espiritual para com isso ter uma vida que influencia através da oração.

Já o segundo estudo foi sobre a “Mulher Cristã: Vida que influencia pelo seu testemunho”, baseado em 2 Timóteo 1.5, ministrado pela Ir. Givanete Andrade de Santa Rita, Paraíba. “Testemunhar é conhecer as Escrituras e convencer as pessoas sobre o evangelho, testemunhar a salvação”, enfatizou.

Ao longo da Palavra ela ensinou sobre a importância e o significado do testemunho nas Escrituras, além da influencia do testemunho nas gerações. Ela destacou que é preciso ser coerente com a sua conversão e ter uma vida que seja um testemunho completo e pleno. O culto da manhã terminou por volta das 12h, mas a programação continua até o devocional da tarde, previsto para começar às 13h.